Capital de Giro: você tem cuidado desta parte do controle financeiro?

Capital de Giro: você tem cuidado desta parte do controle financeiro?

Para se manter ativa e operando positivamente, as empresas contam com o capital de giro no seu dia a dia. Capital de giro é um termo conhecido no mundo dos negócios, mas você sabe o que ele realmente significa e sua importância dentro da estratégia de controle financeiro? 

Descubra o que é o capital de giro, aprenda a calcular o seu e veja como incluí-lo corretamente para fazer um controle financeiro de qualidade.

O que é e para que serve o capital de giro

O capital de giro é o valor financeiro que uma empresa tem para se manter no dia a dia, custeando despesas operacionais. Na teoria, o valor do capital de giro é a diferença entre o dinheiro que você recebeu e o dinheiro que tem a pagar. Dentro do controle financeiro, 

O capital de giro vai servir para manter a empresa funcionando no cotidiano, já que é um recurso de renovação rápida e destinado a gastos pontuais, que mantém a operação da empresa.

Esse recurso é o contrário do capital fixo, que é a fonte das finanças destinadas a gastos “físicos” da empresa, como imóveis, equipamentos e instalações. Na prática, o capital de giro é utilizado para manter o estoque, pagar fornecedores, pagar os impostos e os salários dos colaboradores.

Além disso, dentro do controle financeiro, o capital de giro ajuda a manter as contas positivas enquanto banca, por exemplo, os financiamentos de pagamentos parcelados dos clientes.

Dentro da estratégia de controle financeiro, portanto, a função do capital de giro é manter a operação da empresa e manter as contas no azul. Esse fundo de recursos é um dos fatores que ajudam a empresa a não ficar no vermelho no dia a dia.  

Por que se preocupar com o capital de giro no controle financeiro

O capital de giro bem calculado e acompanhado de perto é parte importante do controle financeiro. Veja alguns motivos para entender a importância de ter um capital de giro bem calculado e como ele atua na estratégia de gestão das finanças da empresa:

  • Para quem vende à prazo, o capital de giro é essencial. Quando a empresa efetua vendas parceladas no cartão de crédito, o dinheiro pode faltar no caixa. Por isso é importante ter o dinheiro garantido para manter as operações mesmo quando o dinheiro ainda estiver para cair.
  • O capital de giro também ajuda a resolver problemas que podem aparecer no financeiro da empresa. Se alguma conta não prevista aparecer pelo caminho, é preciso ter dinheiro em caixa para cobrir a despesa. O mesmo vai acontecer para resolver qualquer desequilíbrio pontual entre contas a pagar e receber.
  • Garantindo uma boa gestão do capital de giro é que a empresa consegue manter as contas em dia e ter uma visão mais completa de para onde estão indo os recursos. Só assim é possível, consequentemente, encontrar as melhores possibilidades para continuar crescendo.

controle-financeiro-capital-de-giro

Como calcular seu capital de giro?

Sabendo da importância de garantir e controlar o capital de giro, vamos à prática: como calcular o capital de giro do seu negócio e o que fazer a partir do cálculo.

De forma geral, cerca de 50 a 60% dos ativos da empresa devem corresponder ao capital de giro. Para chegar ao número concreto que vai representar essa fatia dentro do seu negócio, a conta é simples.

O capital de giro é igual à receita de ativos circulantes (contas a receber, saldo do caixa, investimentos etc) menos o passivo circulante da empresa (contas a pagar, impostos, empréstimos e gastos com fornecedores, por ex.).

Com o resultado dessa conta em mãos, o que os gestores precisam ter como objetivo é segurar um valor considerável para o capital de giro.

A partir desse número, algumas dicas para manter esse recurso seguro são:

  1. acompanhar de perto os números de inadimplência da empresa,
  2. renegociar eventuais dívidas a longo prazo e,
  3. claro, reduzir ao máximo as despesas do negócio.

Nenhuma dessas tarefas é fácil, mas com um bom controle financeiro é possível manter os números em equilíbrio.

Feito tudo isso, o gestor terá a segurança necessária para manter seu negócio em pleno funcionamento. Principalmente para empresas de menor porte, essas dicas são essenciais para evitar surpresas desagradáveis e conseguir se consolidar no mercado.

Por isso, todo cuidado com o capital de giro e com a estratégia de controle financeiro, como um todo, é pouco.

Agora que você conhece a fundo o capital de giro e sabe como calcular o seu, que tal dar o próximo passo na sua estratégia de gestão financeira? Aprenda a automatizar totalmente o seu controle financeiro para garantir a saúde do seu negócio com a solução da Hinova!

Deixe seu comentário aqui

comentários