Hinova Pay é autorizada pelo Bacen a operar como Instituição de Pagamento; o que muda na prática?

Hinova Pay é autorizada pelo Bacen a operar como Instituição de Pagamento; o que muda na prática?

A Hinova Pay recebeu autorização do Banco Central do Brasil (Bacen) para atuar como Instituição de Pagamento, na modalidade de emissor de moeda eletrônica. A carteira digital, que surgiu como uma fintech em 2020, passa a atuar em tal mercado após comprovar a qualidade e a segurança de suas operações junto ao órgão regulador nacional.

Mas o que é uma instituição de pagamento? Muda algo para os clientes? É a mesma coisa que banco? Nesse artigo você vai entender tudo sobre as IP’s, quais as suas modalidades e o que os usuários da Hinova Pay ganharão com essa novidade.

O que é uma Instituição de Pagamento?

Em síntese, uma Instituição de Pagamento nada mais é do que um meio que proporciona a serviços de compra e venda, bem como a movimentação de recursos com foco em pagamentos.

De acordo com o Banco Central do Brasil, as Instituições de Pagamento permitem o envio e o recebimento de valores por pessoas ou empresas sem a necessidade de se ter uma conta em um banco. Essas movimentações podem ser feitas por meio de cartões pré ou pós-pagos ou até mesmo com um telefone celular.

Todo esse processo foi regulamentado pelo Governo Federal em 2013, por meio da Lei 12.865. Segundo a regra, as IP’s são reguladas e fiscalizadas pelo Bacen e precisam aderir a um arranjo de pagamento, tecnologia que possibilita as transações financeiras.

Banco_central_regulamento_a_operação_das_instituições_de-pagamento

Quais os tipos de Instituição de Pagamento encontradas?

Emissor de moeda eletrônica

As instituições desse tipo, como a Hinova Pay, podem ofertar aos clientes contas na modalidade pré-paga. Ou seja, o usuário precisa depositar o dinheiro em sua conta previamente para poder realizar suas movimentações.

Quer um exemplo? Quando você for comprar um produto que tanto sonhou ou pagar aquela conta que está quase vencendo, você precisará ter saldo suficiente para efetuar tal transação. Não há cheque especial neste caso.

Emissor de instrumento de pagamento pós-pago

Neste modelo de atuação, a IP faz o gerenciamento de uma conta do tipo pós-paga, em que usuário deve ter valores em conta para quitar dívidas previamente acordadas.

Os cartões de crédito se encaixam como bons exemplos. Você não precisa ter dinheiro em conta no momento para fazer a compra, mas precisará quitar o valor no fechamento da fatura mensal.

Credenciador

As IP’s focadas neste tipo de operação oferecem ferramentas e sistemas para o recebimento de valores. Neste caso, elas não podem gerenciar contas de pagamento dos usuários.

As empresas fornecedoras de maquininhas de cartão são exemplos de Instituições de Pagamento no formato de credenciador.

Iniciador de transação de pagamento

Especificamente neste caso, as IP’s apenas iniciam a transação de pagamento ou transferência solicitada pelo cliente. Elas não possuem controle sobre o valor utilizado na transação.

São exemplos as empresas que permitem pagamentos ou transferências de forma on-line ou presenciais, de uma carteira digital ou um app de mensagens, sem a necessidade de um cartão ou de acessar o app do banco.

O que as IP’s podem oferecer e quais as suas vantagens?

As Instituições de Pagamento como a Hinova Pay podem oferecer muitos dos serviços financeiros já conhecidos pela maioria dos clientes. Emissão de cobranças, conta de pagamentos, transferências de valores, pagamento de contas e cartões de crédito pré e pós-pago estão entre as soluções disponíveis.

Instituições_de_pagamento_podem_oferecer_serviços_ligados_a_pagamentos


Com uma atuação muito mais precisa e otimizada, as Instituições de Pagamento ofertam taxas muito mais baixas que as empregadas pelos bancos tradicionais. Prova disso é que, por exemplo, os clientes da Hinova Pay não precisam pagar mensalidade e anuidade, além da maioria de seus serviços serem gratuitos.

Vale destacar ainda que grande parte dos produtos e serviços das IP’s são ofertados de forma on-line, por meio de plataformas digitais. Isso garante muito mais facilidade e tranquilidade aos clientes desse tipo de plataforma.

É a mesma coisa que banco?

Existem importantes diferenças entre as Instituições de Pagamento e os bancos que já conhecemos. A primeira delas envolve os serviços oferecidos, visto que as IP’s como a Hinova Pay oferecem soluções muito mais desburocratizadas que as instituições tradicionais.

Além disso, como já abordamos anteriormente, as Instituições de Pagamento podem ofertar serviços voltados para pagamentos, mas não podem disponibilizar financiamentos, investimentos e empréstimos aos usuários.

Instituição_de_pagamento_não_é_a_mesma_coisa_que_banco

O que muda para os clientes Hinova Pay?

Ao se tornar uma Instituição de Pagamentos, a Hinova Pay continuará levando as mesmas soluções que já oferecia às pessoas jurídicas e físicas, mas agora tendo por trás o acompanhamento do Banco Central.

De acordo com Romi Ferreira, conselheiro e um dos fundadores do Grupo Hinova, conglomerado de empresas que a Hinova Pay faz parte, o controle por parte do Bacen garante muito mais segurança e tranquilidade para quem é cliente desse tipo de negócio.

“Demos um passo importante na Hinova Pay com a autorização do Banco Central. Todo cliente deseja ter a maior segurança possível nas suas transações financeiras e vamos conseguir garantir isso com o apoio do Banco Central. Qualquer operação dentro do sistema da Hinova Pay será acompanhada de perto pelo órgão, por exemplo”, destacou Romi.

Hinova_Pay_agora_é_uma_Instituição_de_Pagamento


E não para por aí! Segundo Josias Freitas, diretor da Hinova Pay, tal autorização abre um novo leque de possibilidades de atuação para a empresa. Isso porque agora a Hinova Pay passa a se conectar com outras estruturas do sistema financeiro.

“Já tínhamos uma operação muito segura e transparente na Hinova Pay, mas agora, com a autorização do Banco Central, o nosso cliente pode ter total confiança na nossa empresa. A partir de agora, vamos poder ter conta de liquidação custodiada diretamente no Bacen, além de integração com câmaras de integração”, analisou Josias.

A Hinova Pay

Empresa do Grupo Hinova, a Hinova Pay nasceu de uma carência identificada no ramo de proteção veicular, se tornando uma das soluções em operações financeiras mais utilizadas soluções pelo setor.

Atualmente, a Hinova Pay disponibiliza conta digital e serviços de pagamento sem a tradicional burocracia dos bancos, além da maioria de seus serviços não ter custo. Só os clientes Hinova Pay contam com cashback em ingressos no Parque Guanabara, além de descontos + cashback em milhares de lojas parceiras do Hinova Mais.

O aplicativo da Hinova Pay pode ser baixado gratuitamente no Google Play e na AppStore. Para conhecer mais sobre, acesse o site e o Instagram oficial da carteira digital.

Tags:
No Comments

Post A Comment