3 provas de que controle financeiro não é o bastante para sair do vermelho

3 provas de que controle financeiro não é o bastante para sair do vermelho

Um bom controle financeiro é o caminho para organizar as finanças de um negócio, encontrar falhas e novas oportunidades para crescer. Quem acompanha e cuida dos números da empresa tem o controle das situações ligadas ao dinheiro da organização, sejam elas boas ou ruins.

O controle financeiro é essencial para sucesso dos negócios, mas não é suficiente para reverter problemas e sair do vermelho. Vamos te provar por que não basta controlar as finanças – e ensinar o que é preciso fazer para realmente salvar um negócio:

1. Toda estratégia de gestão precisa de ação

O controle financeiro é uma prática que as empresas precisam adotar para organizar os seus números. Essa gestão das finanças deve fazer parte da rotina das empresas mas também ir muito além disso.

A estratégia de gestão requer uma ação em cima do que está sendo acompanhado e mensurado no controle das finanças.

Se seu negócio está executando um controle de contas perfeito, mas os registros mostram débitos e inadimplência, o que você vai fazer a respeito? É importante conferir dicas de como acompanhar os números, mas agir em cima deles é o que vai fazer a diferença.

2. É preciso aprender com os erros

O controle financeiro precisa ser uma verdade constante no dia a dia das empresas. Ele precisa ser estudado, aprendido a partir de boas fontes e, além disso, como toda estratégia, ele precisa ser revisto e adaptado.

O planejamento financeiro de agora pode não condizer com a realidade da empresa daqui a alguns meses. Sendo assim, a estratégia de gestão precisa acompanhar essa tendência e isso requer manutenção do que não funciona, otimização do que funciona e uma atenção constante ao que funciona ou não.

3. Estratégias antiquadas podem atrapalhar ao invés de ajudar

Outro grande risco do controle financeiro que muitas empresas faz é que ele pode estar obsoleto.

Estratégias antiquadas podem ser um tiro no pé e prejudicar mais do que ajudar. Empresas que têm sistemas manuais de controle financeiro ao invés de apostar em estratégias mais modernas e automatizadas podem perder com falhas humanas, desorganização e informações erradas ou descentralizadas.

Dessa forma, o controle pode até funcionar, mas se incompleto, os males que ele trará vão superar as vantagens.

controle-financeiro

Além do controle financeiro: como agir para sair do vermelho?

Vamos agora à parte prática: o que fazer para aplicar o controle financeiro em ações reais que podem tirar a empresa do vermelho? Siga nossas dicas:

Faça um diagnóstico completo da situação

Assim como a base do controle financeiro, a ação para tirar uma empresa do vermelho parte da organização. 

Se a sua gestão financeira aponta uma situação desfavorável, o primeiro passo é realizar um diagnóstico de todas as contas e números da empresa. Essa ação é necessária para encontrar os pontos críticos da operação: a empresa está gastando muito com funcionários? As contas e despesas fixas estão altas demais? Estão faltando clientes ou eles não estão pagando em dia? 

Passe por cada gasto, pelo controle de contas a pagar e receber e encontre os pontos críticos antes de seguir com o plano de ação.

Planeje cada passo futuro

O planejamento é o melhor amigo de toda estratégia de sucesso nas empresas. Com base no que encontrar no diagnóstico do controle financeiro, o gestor precisa planejar seus próximos passos antes de agir.

Sabendo o que não funciona atualmente, trace um plano ao longo de um período de tempo pré-determinado e pensado de acordo com as ações. Uma empresa que enfrenta muitas dívidas ou se encontra à beira da falência vai precisar cortar e minimizar gastos em que setores e áreas? Quais ações serão priorizadas e quem serão os responsáveis? 

Responda a essas perguntas e coloque no papel quais ações serão necessárias e quando elas devem acontecer. O planejamento é essencial para embasar o que precisa ser feito partindo dos problemas encontrados no diagnóstico.

Aposte no verbo cortar

Infelizmente, diante de uma empresa no vermelho, o verbo cortar precisa estar presente o tempo todo. Comece cortando itens mais supérfluos para a operação e recalculando os prejuízos. Em seguida, parta para cortes mais drásticos, que podem envolver até pessoas do time. Lembre-se que a situação é inevitável e corte com responsabilidade.

Caso a situação esteja realmente ruim, tenha em mente que sempre dá para cortar um pouco mais.

Use a tecnologia a seu favor

Diante de qualquer situação difícil moderna, a tecnologia aparece para dar uma mãozinha. Com as empresas no vermelho isso não é diferente.

Para ajudar no controle financeiro mais eficaz e nas ações para reverter situações ruins, vale apostar em soluções tecnológicas disponíveis no mercado.

Ferramentas digitais são uma realidade e têm ajudado negócios de todos os segmentos e portes a organizar seus números, encontrar pontos de melhoria e otimizar processos. 

Pensando nisso, a Hinova desenvolveu o Sistema de Gerenciamento Financeiro – SGF. O SGF é um software que organiza suas finanças com comodidade, praticidade e eficácia. Conheça e veja como o SFG pode ajudar no dia a dia do seu negócio!

Deixe seu comentário aqui

comentários