Como resolver problemas com Gestão Empresarial

Como resolver problemas com Gestão Empresarial

O dia a dia dos negócios é repleto de problemas. Não importa de que tamanho seja a sua empresa ou em que segmento ela atue: desafios diversos vão aparecer pelo caminho.

Isso não significa, porém, que existe motivo para se desesperar: com uma boa gestão empresarial é possível resolver todos os problemas que uma empresa encontrar na sua jornada.

Como a gestão empresarial vai ajudar

Antes de mais nada, vamos conceituar e citar a importância da gestão empresarial. Quem está à frente de um negócio ou em uma posição de liderança não está necessariamente fazendo uma gestão empresarial.

A gestão empresarial de verdade requer ações planejadas e integradas para a melhoria dos processos da organização. Para ser bem executada, a gestão empresarial envolve todos os recursos humanos, financeiros e estruturais do funcionamento da empresa – todos trabalhando juntos e de forma organizada para obter melhores resultados.

A preocupação com a gestão empresarial vai trazer benefícios diretos para a administração de qualquer empresa. Empreendedores e líderes que trabalham para resolver desafios executando uma gestão inteligente e planejada conseguem melhores resultados, evitam problemas futuros e minimizam danos.

Veja na prática como a gestão empresarial atua na resolução de problemas cotidianos das empresas:

Os colaboradores não estão motivados

Os resultados de uma empresa estão diretamente ligados às pessoas que a formam. Equipes motivadas produzem mais e melhor, enquanto as que não estão engajadas enfrentam dificuldades em atingir seu potencial.

Quando os colaboradores não estão motivados, todo o funcionamento do negócio tem a perder, por isso os líderes precisam estar ligados nesse problema.

Na gestão empresarial bem feita, é possível trabalhar tranquilamente para reverter essa situação e deixar o time mais satisfeito, empolgado e buscando mais eficiência a todo momento. 

Para motivar melhor os colaboradores, as lideranças da empresa precisam se dedicar a construir e manter uma forte cultura organizacional. Esse é um trabalho que passa pela gestão de pessoas, parte esta muito importante de um negócio.

Os líderes precisam definir, implantar e manter as atitudes, hábitos e rituais que formam a empresa uma entidade com cultura própria. O engajamento dos funcionários deve ser trabalhado para que eles se sintam parte do negócio e verdadeiros donos da empresa.

Assim, estabelecendo com eles esses sentimentos, o engajamento cresce e os resultados acompanham – inclusive a satisfação do time.

Os processos não são eficientes

Pense em uma empresa como uma equação. Pessoas + cultura organizacional + processos = ações que geram resultados. 

Dessa forma, outro ponto para observar na administração da empresa é a forma como os processos funcionam e a possibilidade de otimizá-los. 

Chamamos de processos cada norma, diretriz e caminho seguido para agir dentro da empresa. Existem processos para contratação de novos funcionários, processos de marketing e vendas, de mensuração dos resultados, de gestão financeira e muito mais.

De forma geral, as empresas precisam se perguntar sempre como otimizar seus processos. Essa é uma parte da gestão empresarial que busca constantes melhorias na eficiência.

Os líderes precisam analisar os processos de cada área da empresa e avaliar sua eficiência separadamente. O que dá certo e o que não dá? Onde se perde mais tempo e o que flui mais naturalmente no dia a dia da empresa? 

No processo da gestão financeira, por exemplo, as empresas podem se pegar no dilema entre controlar as finanças através de uma planilha ou contratar um serviço de gestão. A plataforma de gestão financeira, nesse caso, pode fazer a empresa ganhar em eficiência no processo de controle das contas, certo?

Essa análise requer ações posteriores que vão melhorar exponencialmente os resultados da organização a partir de cada processo e ação do cotidiano daquela empresa.

Perde-se tempo demais na empresa

Da mesma forma que na resolução de problemas relacionados aos processos, a gestão empresarial também precisa olhar para o tempo. Quanto tempo é gasto para realizar cada ação e tirar as estratégias do papel? E quais são os resultados desse tempo empregado?

O tempo é um recurso precioso das organizações e precisa ser visto como tal. O ditado que diz que tempo é dinheiro pode ser lembrado nessa hora. 

Para uma gestão empresarial mais eficiente, os empreendedores precisam parar para avaliar a forma como gastam seu tempo. Processos não otimizados, reuniões desnecessárias e gastos de várias horas para resolver problemas estruturais são alguns dos problemas mais comuns.

Encontre os gargalos de tempo do seu negócio e busque alternativas para agilizá-los. Quem perde menos tempo, perde menos dinheiro. Quem perde menos dinheiro, consegue crescer e se destacar no mercado.

gestao-empresarial

As informações se perdem dentro da empresa

Ouro exemplo clássico da má gestão empresarial é a descentralização das informações dentro da empresa. E já vamos adiantar: informações descentralizadas podem levar sua empresa para o buraco.

A organização das informações dentro de uma empresa é essencial para ter controle real sobre as situações do negócio. 

Uma boa organização faz com que o trabalho funcione de forma mais ágil, além de evitar erros e prejuízos. Enquanto isso, as pessoas também sentem a diferença de uma organização empresarial bem feita – mais uma vez, voltamos à importância do engajamento dos colaboradores.

Funcionários se entendem melhor, a informação não se perde e todo mundo sai ganhando quando há uma boa organização.

Defina prioridades, passe pelas etapas de gestão do tempo e otimização dos processos. Centralize as informações nos canais e nas pessoas certas. Comunique-se internamente de forma organizada, clara e precisa. Assim o trabalho de todos pode fluir melhor e os líderes terão uma melhor visão da gestão da empresa para trabalhar melhor e produzir mais.

Os clientes estão insatisfeitos

Clientes insatisfeitos podem decretar o fim de qualquer negócio. Esse alerta precisa ser levado a sério para estimular todo empreendedor a trabalhar para uma maior satisfação e fidelização de clientes.

A gestão empresarial eficaz deve sempre prezar por que seus clientes saiam satisfeitos, divulgando seu serviço para outros e ainda volte ele mesmo a comprar.

Para conseguir esse sonho da fidelização de clientes já existem várias técnicas. Até mesmo tecnologias específicas já existem no mercado para conquistar e fidelizar consumidores.

As empresas precisam estabelecer uma boa comunicação, via os canais que seu público estiver e utilizar, para começar a desenvolver ações de relacionamento com os clientes.

A empresa que faz uma boa gestão empresarial deve ter como objetivo construir um relacionamento próximo e saudável com os clientes para que eles se tornem fãs fiéis da marca.

Automatizar ações de marketing, criar estratégias de contato e medir a o nível de satisfação do cliente através de pesquisas também são boas ideias para agir nesse sentido. O que não vale é abandonar o cliente após o momento em que ele faz uma compra.

Trabalhe após o fechamento da venda para aumentar sempre a sua felicidade e colha os resultados positivos dessas ações do longo do tempo.

A empresa não cresce ou está dando prejuízo

Expandir os negócios, abrir novas unidades, aumentar a equipe e o faturamento. Toda empresa quer crescer de alguma forma.

Para que isso aconteça da melhor forma possível, a organização precisa abominar toda forma de prejuízo e resolver tranquilamente todos os problemas citados acima.

O fantasma do prejuízo e das falhas paira sobre todos os negócios, é claro, mas existem formas de evitá-lo. A principal forma de evitar esse tipo de problema, pensando especialmente no que diz respeito aos números da empresa, é executando uma gestão financeira impecável.

As empresas de sucesso têm em comum o fato de administrarem corretamente suas finanças. Dessa forma elas conseguem enxergar possibilidades de crescimento, minimizar os danos e evitar problemas no futuro. O empresário que dominar essas três possibilidades será o que vai ter mais sucesso em seu mercado, sem dúvidas.

Para resolver problemas ligados à má gestão financeira, novamente é preciso valorizar a organização. Um bom controle de contas é um dos primeiros passos para medir o dinheiro que entra e sai do caixa da empresa, oferecendo assim a visão necessária para tomar melhores decisões de negócio.

O bom gestor é aquele que conhece seus números a fundo e planeja os próximos passos do negócio sempre com base em dados, e nunca em achismos. 

Pensando nisso, outra boa dica é ficar de olho nas tendências e tecnologias que existem para ajudar na gestão financeira. Dê adeus a processos antiquados e que façam sua empresa cair nos erros acima, como o desperdício de tempo e os processos que não funcionam tão bem.

Várias ferramentas digitais existem para ajudar na gestão financeira tornando-a mais ágil e eficiente. Busque conhecer os melhores softwares de gestão para automatizar processos financeiros, facilitar as tarefas cotidianas referentes ao dinheiro e evitar furos no seu caixa.

Faça todo o trabalho de gestão financeira acompanhando de perto os indicadores da empresa, agindo sobre o que não está indo bem e sempre de olho no planejamento dos próximos passos.

Faça um bom trabalho de análise e acompanhamento para sempre ter um plano em mente e não ser pego de surpresa em nenhum dos problemas citados até agora.

Vamos facilitar a compreensão da gestão empresarial na prática? Então confira nossas dicas de como a série La Casa de Papel ajuda a compreender a gestão dos negócios!

Deixe seu comentário aqui

comentários